CCO promove conferência evocativa de S. José 

WEBcartaz_S_edited.jpg

Iniciativa online


O Círculo Católico de Operários (CCO), com o apoio da Paróquia de Vila do Conde, dinamizará no próximo sábado, dia 13 de março, pelas 21h30, uma conferência evocativa do seu padroeiro, subordinada ao tema "S. José: Caminhante no Deserto", proferida pelo Rev. Cónego Doutor José Paulo Abreu, através da plataforma Zoom.


Com esta iniciativa, o CCO pretende evocar o seu padroeiro, acrescentando à habitual Missa de S. José, no dia 19 de março pelas 19h, que será transmitida através das páginas de Facebook do CCO e da Paróquia de Vila do Conde, a realização de uma conferência sobre o protetor dos operários evocado, este ano de 2021, pelo Papa Francisco.


Link para a conferência AQUI
ID da reunião: 816 6637 8358
Senha de acesso: 072236
(entrada 5 minutos antes do inicio)

Tendo em conta o tempo pandémico, mas acima de tudo Quaresmal, que estamos a viver, somos convidados a habitar o deserto interior, num caminho de silêncio próprio de quem habita e se deixa habitar por Deus. Que S. José, figura ímpar que experienciou realidades difíceis e incompreensíveis, mas que soube permanecer firme, cuidando e criando relação, nos ensine a viver com resiliência e esperança este tempo de crises diversas.

 

Recorde-se que, na Carta Apostólica “Patris Corde”, o Papa Francisco refere que a pandemia veio lembrar que quem habitualmente passa mais despercebido, tal como São José, é essencial para nos ajudar a sair da crise. O Papa Francisco revelou que o desejo de escrever a Carta Apostólica “Patris Corde” “foi crescendo ao longo da pandemia, em que pudemos experimentar que as nossas vidas são tecidas e sustentadas por pessoas comuns (habitualmente esquecidas), mas que hoje estão, sem dúvida, a escrever os acontecimentos decisivos da nossa história: médicos, enfermeiros, trabalhadores dos supermercados, pessoal da limpeza, forças policiais e muitos – mas muitos – outros”.


No documento, o Papa refere ainda que “todos podem encontrar em São José – o homem que passa despercebido, o homem da presença quotidiana discreta e escondida – um intercessor, um amparo e um guia nos momentos de dificuldade”.